Bravely Second: End Layer

Bravely Second: End Layer

Lançamento: 14/04/2016 NA
"Incrível"

Análise de Bravely Second: End Layer: Bravely Second é um marco na narrativa dos games!

Recentemente eu conclui Bravely Second e devo confessar, que game enorme para um aparelho tão pequeno como o 3DS.
Por , publicado em 08 de Agosto de 2019
Analisado no Nintendo 3DS

Bravely Second: End Layer é a continuação de Bravely Default lançado pela Square Enix em 2013. O game de RPG que na época fez um sucesso gigantesco e chamou a atenção de muitos gamers fãs de Final Fantasy trouxe uma mecânica nova e uma história muito bem contada que agora foi concluída.

Assim como no primeiro game, a sua missão é salvar Luxendarc dos mais diversos perigos que a ameaçam.

Agnès Oblige

Agnès Oblige, que participou dos primeiro game como uma das mais importantes figuras, foi raptada por Kaiser Oblivion que é um misterioso vilão. Fica a cargo de Yew Geneolgia, um jovem e muito inteligente garoto, salvar Agnès.

Logo no começo o grupo todo se reúne. Yew encontra Magnolia Arch, que veio da lua e depois Edea Lee, que já é uma figura conhecida do primeiro game, assim como Tiz Arrior.

O game traz diversos Jobs a serem selecionados e cada um levará você a um dilema na história. Suas escolhas farão diferença.

O conceito principal do game é realmente os dos antigos Final Fantasys, porém completamente modernizados em uma receita que realmente funciona perfeitamente. 

As batalhas do game são um atrativo enorme e facilitam caso queira evoluir seus personagens. Cada Job pode subir até level 10, os personagens em si podem subir até level 99, mas procure montar sua estratégia em cima de seus oponentes e seus equipamentos, só level pode não significar nada.

Cena de Ataque em batalha

Um ponto interessante é a capacidade de parar o tempo e aplicar um ataque extra durante o combate, mas essa ação é bastante limitada e deve ser utilizada com cuidado. Outro ponto é que caso o game identifique que sua batalha foi fácil demais ele pode te colocar automaticamente em outra de forma direta, ou seja, terminou uma e já embarca em um confronto extra, assim como pode perguntar a você se você quer iniciar imediatamente essa nova batalha ou sair. Se optar pela batalha, terá sua experiência e Gil aumentados, iniciarmento 1.5x, então 1.8, 2.0, 2.2 e assim adiante.

Um detalhe: os combates não são divertidos a toa, você precisa perder um bom tempo combatendo inimigos ou terá problemas de evoluir na história. O game exigirá mais habilidades e mais Level com o desenrolar do enredo.

Conheça seu inimigo e acima de tudo pesquise sobre os jobs do game. Existem alguns que você não poderá ficar sem, um deles é o Time Mage, se você chegar no fim do game sem esse job evoluído e suas magias compradas, você provavelmente não conseguirá concluir, mesmo estando no level 99, então, não ignore o Time Mage e conheça os demais jobs.

As habilidades dos personagens são extremamente importantes e elas são separadas por Jobs, mas não dependem do job ativo no personagem para serem equipadas. Vamos usar o exemplo do Time Mage, além das magias que ele possui, você pode ativar até 4 habilidades dele, uma delas é Time Slip que leva você ao início da batalha caso toda sua equipe morra, porém funciona somente uma vez. Ninguém da sua equipe precisa ser Time Mage para usar essa habilidade, mas é necessário que alguém tenha ela equipada.

Grupo de quatro heróis

No geral, o game tem o sistema baseado em turnos com duas opções peculiares, Default, que basicamente é um modo de defesa, onde aumenta 1BP e Brave que consome um BP por Brave ativo. Os BP são as ações em combate. Você pode dar até 4 ataques antes do turno acabar, porém seu oponente poderá atacar até 4 vezes quando o seu turno acabar. É uma questão estratégica e deve ser usado com cuidado.

As mais variadas habilidades e magias disponíveis, unidas com os equipamentos e seus efeitos, assim como as ações extras em campo de batalha tornam Bravely Second altamente estratégico, dando inúmeras possibilidades de estilos de combate.

Levando em consideração a capacidade do 3DS, o game é realmente belíssimos e traz uma riqueza de detalhes enorme de seus ambientes e traz uma biblioteca de inimigos gigantesca.

Existe ainda uma coisa lindinha que você encontrará por muitas cidades do universo de Bravely Second, é um pequeno porco rosa. Esse porquinho possui a capacidade de te transportar para as cidades que você já visitou e será de grande ajuda toda vez que você quiser algo específico de alguma dessas cidades, especialmente os amuletos que elas vendem, que geralmente são únicos.

A história de Bravely Second: End Layer por muitas vezes foi criticada por muitos gamers, mas eu não tiro a razão deles, ela possui pontos bons, mas muitas vezes é infantil demais, mesmo assim acredito que estes que tomaram essa opinião jamais chegaram ao final do game, onde a quarta parede é quebrada com frequência em uma dinâmica ridiculamente inteligente, jamais vista no mundo dos games antes e sim, precisamos de mais games desse jeito, que colocam o gamer direto no meio da história.

O desfecho de Bravely Second é simplesmente excepcional e desafia o senso e controle psicológico dos gamers. Foi uma experiência que não me arrependo nem um segundo de ter vivido, muito pelo contrário, quero mais games assim.

"Incrível"
Bravely Second: End Layer
O lado bom
  • Muitos Jobs disponíveis;
  • Gráficos belíssimos;
  • História fantástica;
  • Variedade de inimigos enorme;
  • Sistema de batalha viciante.
O lado Ruim
  • As animações da história são bem fracas;
  • Inicialmente a narrativa possui uma abordagem muito infantil.

Conclusão

Bravely Second teve suas pequenas falhas mas definitivamente pode ser reconhecido como um dos melhores games já produzidos para o 3DS e um dos melhores da nossa geração atual. Inteligente, divertido, emocionante e surpreendente.

Comentários
Para comentar é necessário estar logado.
Nenhum Comentário Encontrado