As primeiras informações da nova plataforma da Google - Stadia Connect #01

Não chamaremos de console porque - não é um Console! Entenda melhor a nova plataforma gamer da Google.
Leonardo Stein Antunes Santos
Publicado em 06/06/2019 20:54

Hoje é um dia especial para o mundo dos games! Foi o primeiro Stadia Connect, apresentado por Phil Harrison, vice-presidente da Google. 

Vamos analisar o vídeo abaixo por partes. 

Phil começa falando que Stadia poderá ser jogado na TV, num computador Desktop, Laptop, Tablet e nos Smartphones Pixel, começando pelo Pixel 3 e Pixel 3A. Não haverá download, patches ou instalações de nenhum tipo. Praticamente um Plug & Play. Funciona de maneira relativamente simples: ao invés de ter um console físico em casa, o jogador usará o centro de processamento de dados da Google como “console” para gráficos, sons, processamento etc.

E quem acha que o Stadia está sozinho, está muito enganado. Alguns dos maiores desenvolvedores, como a Capcom, Netherealm Studios, Sega, EA, Ubisoft, Bethesda, Square Enix e mais já estão com parceria com a plataforma. Alguns dos jogos que foram adiantados são: Baldur’s Gate III, Tom Clancy’s Ghost Recon Breakpoint, Gylt (um survival horror da Tequila Works), Get Packed, The Division 2 e Destiny 2 (com o jogo base, os dois primeiros episódios, Destiny 2: Forsaken com o passe anual e Destiny 2: Shadowkeep com passe anual para os que assinarem o Stadia Founder’s Edition, que falaremos mais a frente), Doom 2, Mortal Kombat 11, Darksides Genesis, etc. 

Phil ainda exalta que nós, gamers, queremos a melhor experiência em relação ao que controlamos, vemos e ouvimos. Com uma conexão boa, será possível alcançar a resolução 4K, vídeos em HDR com 60fps e som surround com 5.1 canais. Isso com uma conexão usando 35Mbps. De acordo com a imagem abaixo, ainda com uma conexão usando 10Mbps (o mínimo recomendado), podemos ter uma imagem de 720p, 60fps com som Stereo. Isso tudo só é possível mesmo porque o processamento fica nos servidores da empresa. Para o equipamento em casa (a televisão, controle, ChromeCast), será como navegar na internet, com o simples envio e recebimento de dados. Essa ideia já foi testada em 2018, no Project Stream. 

(Ao invés de usar um console ou um PC, você estará usando os centros de processamento da Google. Nós cuidamos do imenso processamento gráfico e de gameplay. Assim, não haverá necessidade de um console para jogar seus games preferidos) 

Na época, laptops usando o Google Chrome foram usados para transmitir Assassin’s Creed Odissey com 1080p a 60fps. Assim, ficou claro que o caminho de dar o comando, ir ao centro de processamento, o comando ser processado e a resposta ser enviada foi extremamente rápido e satisfatório, “mais rápido que você receber uma imagem pelos olhos e transmitir ao cérebro”. Isso é crítico para games que precisam de respostas rápidas, como Mortal Kombat (que ele usou de exemplo).

Para começar a jogar, você precisará de um controle Stadia (de preferência) ou um controle que funcione com seu sistema (PC, Laptop, etc), uma tela (obviamente). Para televisões, também será necessário um ChromeCast Ultra. Para seu Desktop, Laptop, Tablet ou Smartphone (que no princípio, será apenas o Pixel 3, mas que há planos para aumentar a gama de smartphones que poderão ser utilizados), apenas o navegador da Google bastará. O controle se conectará diretamente aos servidores da Google para que você possa jogar.

A seguir, foi a vez de John Justice falar de preços. O Stadia Pro, custando US$9,99, você terá o melhor do Stadia, com conteúdo sendo adicionado regularmente, resolução 4K, HDR, 60 fps e som Surround 5.1.

Para aqueles mais ansiosos, já está disponível para a venda um set exclusivo, o Stadia Founder’s Edition. Com ele, vem o Chromecast Ultra (para transmissão 4K, HDR, 60fps e o som Surround de 5.1), uma edição limitada do Stadia Controller azul com laranja (LINDO!), um passe de 3 meses para você e um passe de 3 meses de Stadia para você dar acesso a quem você quiser (afinal, jogar com mais alguém é mais divertido que jogar sozinho e se quiser, um controle a mais poderá ser adquirido por 69 dólares (branco, preto ou wasabi)). Ainda, você poderá ser um dos primeiros a escolher um Stadia Name exclusivo. Infelizmente, essa edição estará disponível apenas na Bélgica, Finlândia, Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Irlanda, Italia, nos Países Baixos, Noruega, Espanha, Suécia, Reino Unido e claro, Estados Unidos. Mais países serão colocados na lista em 2020 e mais a frente, mas a princípio, apenas esses países terão suporte ao Stadia. Ainda, os que comprarem o Stadia Founder’s Edition terão Destiny 2 para experimentarem a nova plataforma. Os dados de salvamento de outras plataformas poderão ser usados no Stadia Pro (ainda que, até a data da apresentação, a Sony ainda não tenha aprovada a transferência dos dados do Playstation 4 para o Stadia). E o preço até que é camarada: 129 dólares por tudo isso (se calcular o Chromecast Ultra que sai por 66 dólares, o controle por 69, 3 meses para você e mais uma conta, mais 60 dólares etc., até que vale a pena). 

E se caso não quiser o Stadia Pro ou o Founder’s Edition, de acordo com Justice, o gamer poderá comprar o jogo separadamente e jogar quando e como quiser (como o Stadia Base).

Stadia deverá estar disponível dia 14 de novembro para os países citados ali em cima e gradativamente sendo lançado aos outros países do mundo.

Ansiosos? Nós estamos! Deixe ai embaixo sua opinião, se empolgou ou não.

E a E3 logo a frente... Mais detalhes e mais jogos deverão ser revelados em breve.

Fonte: Youtube
Comentários
Para comentar é necessário estar logado.
Nenhum Comentário Encontrado