Super Nintendo - Uma pequena volta no tempo

O Super Nintendo, ou SNES, marcou uma geração inteira. Hoje, vamos falar um pouco desse console e os games que marcaram a infância e adolescência de muita gente.
Leonardo Stein Antunes Santos
Publicado em 08/06/2019 20:36

Ah, o Super Nintendo... O primeiro console de muita gente, com jogos icônicos conhecidos por praticamente toda a comunidade gamer. Quem não abre um sorriso quando lembra de Super Mario World? Mario Kart? Donkey Kong Country

Lançado em 1990, o Super Nintendo Entertainment System (SNES para os íntimos) era um sucessor óbvio do NES (Nintendo Entertainment System ou Nintendinho para os mais chegados). Diversos jogos e franquias de games começaram nessa época. Além do SNES, existia seu concorrente direto, o Mega Drive da Sega (ainda que este seja um pouco mais velho, mas ainda com jogos clássicos como os “Sonics” e Phantasy Star).

O design do SNES variava de região para região, embora o cinza clássico fosse sempre presente. Já o clássico controle era igual, com seus botões A, B, Y, Z (vermelho, amarelo, verde e azul ou todos em tons de roxo diferentes). Existiram alguns periféricos do console, não muito conhecidos, como o SNES Mouse (usado primariamente para o Mario Paint), Super Scope (para jogos de tiro), um adaptador para Gameboy e um modem (Stellaview) que foi lançado exclusivamente no Japão. O que muita gente não sabe é que por causa da Nintendo e do SNES que o Playstation nasceu: a Nintendo e a Sony haviam fechado uma parceria para produzir um “anexo” no SNES que permitisse rodar CDs. Infelizmente as duas empresas entraram em divergências comerciais e a parceria foi desfeita. Para não perder o trabalho todo, então, a Sony associou-se com a Philips, mudou algumas partes do projeto, e lançou o primeiro Playstation em 1994. 

É fato que o SNES marcou época e foi um marco na vida de muita gente e da própria indústria dos games, e muita gente tem lembranças boas de ir na locadora, pegar uma fita e passar horas na frente da telinha tentando acabar com o jogo antes do final de semana acabar. Por isso, vamos listar aqui 5 de alguns dos jogos mais icônicos desse console.

Super Mario World

Não tem como começar essa lista sem falar do clássico. Muita gente que tinha o SNES também tinha esse clássico porque vinha com o próprio console! Depois do imenso sucesso de Super Mario Bros. 3, a Nintendo teve o árduo trabalho de criar um jogo de plataforma mais divertido ainda, e conseguiu. Com suas fases coloridas e desafiadoras, inimigos, as músicas que até hoje ficam na memória, a estreia do Yoshi, a “peninha” que fazia voar, as 96 fases (até hoje tenho TOC por causa do número, custava ter mais 4 fases?!), tudo nos faz remeter aquela memória de anos atrás. Com certeza, é um jogo que se alguém pegar hoje em dia, volta aos tempos de infância.

The Legend of Zelda: A Link to the Past

Claro que jogos da franquia saíram antes no SNES, mas foi esse o grande responsável por fazer a série a lenda que é hoje. Inimigos memoráveis, a ação, side quests, as dungeons que ficavam mais complexas a medida que o jogo progredia, a jogabilidade, itens, controle... Tudo era perfeição nesse jogo. Já no começo, éramos colocados no meio da ação, com uma história fantástica que só progredia. Se hoje a série é o que é, o responsável foi A Link to the Past.

F-Zero

Ainda no começo, quando o mercado se estabilizava, faltavam jogos de corrida que definissem realmente o gênero. Lançado em 1990 no Japão (com o lançamento do SNES) e um ano depois na América do Norte, o jogo é um clássico por ser um dos poucos e primeiros jogos lançados no começo da vida do SNES. Nessa corrida futurística, você podia escolher entre quatro personagens, cada qual com características e habilidades próprias, e tinha que correr em pistas perigosas e com armadilhas. Cada corrida tinha 5 voltas, havia ao total 15 pistas diferentes e você podia escolher entre 3 ligas e 3 classes diferentes. O jogo também foi responsável por introduzir o Capitão Falcon, que mais tarde ganhou mais destaque em outros jogos, principalmente na série Super Smash Bros.

Donkey Kong Country

Quando o Playstation saiu, muitas pessoas ficaram preocupadas com o futuro do SNES, visto que o primeiro era uma máquina mais moderna, poderia ter visuais e modelos 3D, etc. Achava-se que o SNES não tinha capacidade de melhora. Foi então que uma pequena empresa chamada RARE topou o desafio e criou um jogo com visual totalmente diferente do que se tinha visto até então: nasceu Donkey Kong Country (que depois teve sequências, o 2 e o 3). Um jogo de plataforma diferentão, que tinha dois macacos (“macaquinho e macacão” como eu chamava na minha época) que tinham a simples missão de resgatar as bananas do jacarézão (King K. Rool). Ok que o plot não é lá aquelas coisas, mas as fases, os outros animais que você podia controlar, as músicas (que são um sucesso a parte) fizeram desse jogo um fenômeno. Ah, e você sabia que o Donkey Kong (DK para os íntimos e macacão para o “eu” de antigamente) era, no começo, o principal vilão do Mario? Ele era o macaco que sequestrava Pauline, a namorada do Mario (antes mesmo da Peach existir).

Super Street Fighter II

Lançado em 1994, um dos jogos de lutas mais populares de todos os tempos, Super Street Fighter II definiu, também, o sucesso da franquia até hoje. Lançado também para o Playstation, Sega Saturn e Mega Drive, o jogo contava com personagens clássicos como Ryu e Ken (obviamente), Sagat, Balrog, Blanka, Cammy, Chun-Li, Dhalsin, Guile e M. Bison. É um jogo elegante e simples para a época, sem comandos muito complexos e grandes mecânicas que as vezes podem nos confundir. Todo mundo lembra o comando do Ryu ou Ken para um Hadouken (e aposto que no fundo da sua cabeça você ouviu a dublagem dos personagens).

É claro que existem muitos outros clássicos que sentimos falta aqui: Rock’n Roll Racing, Super Mario Kart, Final Fantasy VI, Chrono Trigger, Star Fox, os jogos da série Mega Man X, Tiny Toons Adventures, Final Fight, Mortal Kombat (do I ao Ultimate 3), Top Gear, O Rei Leão, Aladdin... Podíamos ficar horas discutindo sobre os jogos de antigamente desse console. Quem sabe, no futuro, falamos sobre esses e mais alguns...? O que você acha, gostaria?

Comente se quiser mais matérias assim e diga-nos outros jogos que estão na sua memória e que fizeram parte da sua infância, ou até outros consoles. E se você quiser ainda assim jogar, a Nintendo disponibiliza alguns de seus jogos na sua biblioteca para emular nos consoles mais modernos.

Até a próxima, e Press Start!

Comentários
Para comentar é necessário estar logado.
Nenhum Comentário Encontrado